EN

| |   |   |   |  

PROGRAMA LAPIDAR

2019

LAPIDAR 

 

"Valorizar competências, partilhar experiências” é o mote da iniciativa promovida pela AORP, que apresenta uma agenda de conversas e palestras em temas estratégicos para o setor da joalharia portuguesa.


A inscrição é gratuita, mas obrigatória através do e-mail geral@aorp.pt. 

 

 

 

OUTUBRO 

 

3 DE OUTUBRO

Internacionalização - O papel central do conceito de marca e as estratégias digitais
Fátima Marcos e Justa Oliveira | Indícios – Estudos de Mercado


AORP - Estratégia Crucial 

AORP - Internacionalização


Construir uma marca forte nesta era digital é vital. Os consumidores online são autónomos, gostam de ter a informação na ponta dos dedos, têm acesso a produtos e serviços do mundo todo e assim podem avaliar e comparar. A utilização crescente das tecnologias de informação nos modelos de negócio caracteriza uma nova era digital para as PME, provocando uma total disrupção na construção das suas estratégias de desenvolvimento, em particular nos processos de internacionalização. Este workshop tem por objetivo desenvolver nas empresas do setor o interesse e a motivação para uma mudança de paradigma na abordagem a mercados internacionais.

 

Alavancar negócios com publicidade online
Roberto Cortez

AORP - Ecossistema Digital 

Com larga experiência em Marketing Digital, Roberto Cortez partilha estratégias e ferramentas que ajudam na venda online e na captação de contatos. Especialista em tráfego pago, e mais especificamente na temática do Google Ads, Roberto Cortez geriu, ao longo da sua carreira, mais de 50 projetos diferentes. Atualmente trabalha com várias empresas, entre as quais o Jus-brasil, empresa no Top 50 da web brasileira em tráfego e onde fazem a coleta de 150 mil leads por mês. Tem também uma empresa de Marketing Performance a operar desde o Porto, onde trabalha campanhas de tráfego pago dos seus clientes nos dois continentes. É docente convidado em duas Pós-Graduações, em Aveiro e na Universidade Lusófona de Lisboa.

 

23 DE OUTUBRO 

Como proteger a propriedade intelectual na joalharia?

Pedro Vidigal Monteiro e Diana Andrade | Telles Advogados
Vera Dias | INPI 

 

A propriedade intelectual constitui um importante ativo das empresas cujo desenvolvimento de estratégias de proteção assume um papel de grande relevo. A TELLES Advogados presta serviços na área da propriedade intelectual, através de uma equipa de advogados especializados e dedicados a acompanhar a cada vez mais exigente gestão e proteção da propriedade intelectual que, com o advento da era digital, se tem vindo a tornar, a cada dia que passa, mais complexa para as empresas e para as pessoas em geral. A palestra irá permitir perceber de que forma o designer de joias pode proteger as suas criações e valorizar a sua atividade face aos vários agentes económicos do mercado, bem como defender os seus direitos em caso de violação. A par disto, o INPI - protege e promove a propriedade industrial - irá esclarecer como proteger os produtos e os serviços de ourivesaria ao abrigo dos direitos da propriedade industrial e como reprimir a sua contrafação.

 

 


ABRIL & MAIO

24 DE ABRIL 

Portuguese Jewellery - Marketplace
Mariana Tomé Ribeiro | Sabya

A joalharia portuguesa é, hoje em dia, um setor sem fronteiras. Com uma consistente e coerente abordagem aos mercados externos, através de campanhas de alto impacto e da participação em feiras e eventos estratégicos, a AORP tem liderado a projeção internacional da joalharia portuguesa, validade por um acréscimo acentuado nas exportações, que alcançou este ano máximos históricos. Chegou agora o momento de transportar a estratégia de terreno para as plataformas digitais, através da criação de um portal de promoção e e-comerce de joalharia portuguesa. 
O Portuguese Jewellery Marketplace será o endereço digital da joalharia portuguesa. Uma montra representativa da energia e diversidade criativa que caracteriza o setor. Do sangue novo às marcas de luxo, passando pelas empresas que preservam as técnicas e desenhos tradicionais da ourivesaria portuguesa, tem como objetivo aproximar a joalharia portuguesa dos seus públicos, à escala global. 

 

2 DE MAIO 

Relação com o cliente - Da aquisição à fidelização
Ricardo Lopes | LOBA.cx


Clientes satisfeitos são sempre a melhor publicidade. A pensar nisso, e no esforço financeiro que implica a constate aquisição de novos clientes, foram desenvolvidas soluções de Marketing Automation, que permitem a segmentação das bases de dados e criação de fluxos de relacionamento automatizados, para assegurar uma comunicação próxima do one-to-one, com o máximo de relevância. Promovendo a fidelização, a tomada de decisão assente em indicadores, um maior acerto das estratégias de comunicação e uma redução dos custos de aquisição de clientes.  

 

4 DE MAIO 

Um tesouro quase esquecido de jóias no Porto - Visita à Casa-Museu Marta Ortigão Sampaio
Rui Galopim de Carvalho | Academia Portugal Gemas



Raros são os museus que dispõem de uma tão vasta e representativa coleção de joalharia de uso quotidiano que era usada a alta roda da sociedade portuense das décadas de meados do séc. XX.
Marta Ortigão Sampaio, reuniu um vasto conjunto de várias centenas de jóias e objectos preciosos que legou à cidade do Porto como testemunho de uma época e como salvaguarda de um património de joalharia e ourivesaria que de outra forma estaria à mercê das transformações decorrentes das evoluções do gosto e da moda, da sua venda para colecções no estrangeiro ou da sua fundição em tempos de crise para daí realizar receitas. Neste espólio, encontram-se peças de períodos tão recuados como o séc. XVI e tão recentes como meados do séc. XX, sendo um polo privilegiado para se entender a evolução da joalharia sob vários pontos de vista, designadamente no que diz respeito às pedras preciosas e sua lapidação.

 

 


FEVEREIRO & MARÇO

 

12 DE FEVEREIRO

Customização da internacionalização e segmentação de mercados
Pedro Magalhães | Diretor do Departamento de Relações Internacionais da CCIP

 
A CCIP - Câmara de Comércio e Indústria Portuguesa tem uma longa experiência no apoio às empresas portuguesas na entrada em novos mercados, desenvolvendo para tal um amplo conjunto de iniciativas internacionais. A aposta na customização do plano de internacionalização das empresas e na segmentação dos mercados é uma das marcas da suaoferta de serviços.

Pretende-se oferecer a solução ideal para a internacionalização das empresas portuguesas, feita à medida das metas e dos prazos de cada entidade. Com base na experiência de apoio a milhares de empresas nos seus processos de internacionalização, a CCIP apresenta um conjunto de ferramentas que devem ser utilizadas para um melhor posicionamento internacional, mitigando assim os riscos associados a este processo. Têm conseguido resultados extraordinários para as empresas, com negócios concretizados fruto da preparação de agendas de reuniões personalizadas e validadas antes da deslocação ao mercado.

 

21, 22, 28 DE FEVEREIRO 01 DE MARÇO

Etiqueta e Protocolo
Teresa Almadanim


Gestora de projeto e consultora de protocolo e imagem para a América Latina (MasterMind-Consulting) e Presidente do Centro de Negócios da Câmara de Comércio Luso-Peruana e Presidente da Câmara de Comercio Paraguai/Portugal. Diretora do Curso de Especialização em Imagem e Protocolo e docente do mestrado de Marketing Cultural e das Artes no IPPS-IUL Instituto para as Políticas Públicas e Sociais do ISCTE-IUL. Foi consultora de gestão de imagem em vários projetos estratégicos na Europa e no Japão e diante 11 anos, diretora geral na empresa de comunicação Ask Two. Foi diretora de marketing no Grupo Amorim e na multinacional japonesa Photon. Começou a carreira profissional na Ogilvy&Mather, na área da Comunicação e Imagem. Licenciada em Organização e Gestão de Empresas, com pós-graduação de terceiro ciclo em Marketing e doutoranda em Marketing pelo ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa.  

 

 


SHARE WITH


11 · 09 · 2019